Português Inglês Espanhol

Perfil dos Psicólogos Brasileiros que Utilizam Testes Psicológicos: Áreas e Instrumentos Utilizados

05/03/2021

A avaliação psicológica é historicamente uma prática identitária da profissão de psicólogo. No Brasil, é uma prática privativa dos profissionais da Psicologia desde a sua regulamentação no país. Levantamentos anteriores, mostraram que os campos de atuação da psicologia aumentaram nas últimas etapas. Para avaliação psicológica, houve um desprestígio entre 1960 e 2000 devido à crítica de outras abordagens, pouca qualidade dos instrumentos disponíveis, falta de dados normativos de testes adaptados em vez de apenas traduzidos para a população brasileira. Hoje em dia a qualidade dos instrumentos melhorou após a criação, em 2003, do Sistema de Avaliação dos Testes Psicológicos (Satepsi), embora muitos psicólogos ainda questionem ou rejeitem o uso da avaliação em suas práticas. Inclusive, ainda se tem a ideia equivocada da avaliação se reduzir à utilização de testes. Na Espanha, fizeram um levantamento para verificar a situação atual da prática da avaliação psicológica por psicólogos no país. Inspirados nesse estudo e pela escassez de dados, os autores propuseram o estudo com objetivo de conhecer melhor o perfil do psicólogo que utiliza testes em países ibero-americanos, como o Brasil.

 

Highlights

  • Foi realizada um levantamento online com 668 psicólogas, sendo 81,9% mulheres com média de 40,4 anos e 11,34 anos de atuação. A amostra englobou as cinco regiões demográficas do Brasil.
  • A coleta foi divulgada pelo Conselho Federal de Psicologia, Instituto Brasileiro de Avaliação Psicológica e Associação Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Psicologia.
  • A maior parte dos profissionais se declararam como sendo da Psicologia Clínica e da Saúde, sendo que 94,33% de toda a amostra afirmaram utilizar algum instrumento de avaliação psicológica. Aqueles que não usam justificaram com o custo e falta de confiança em utilizar como principais motivos.
  • 44,22% da utilização dos testes era para psicodiagnóstico e 15,11% para investigação científica. As faixas etárias mais cobertas pela avaliação psicológica são os adultos entre 26 e 64 anos e os jovens entre 13 e 25 anos.
  • Personalidade e Inteligência são os principais construtos avaliados. Dentre os testes, as Escalas Wechsler de Inteligência para Crianças (WISC), o Teste Casa-Árvore-Pessoa (HTP) e Palográfico são os mais utilizados na prática profissional.
  • Das áreas que utilizam a avaliação, um terço da amostra era neuropsicólogos, um quarto da psicólogos organizacionais e do trabalho e um quinto psicólogos escolares e educacionais.

 

Referência:

Reppold, C. T., Wechsler, S. M., Almeida, L. da S., Elosua, P., & Hutz, C. S. (2020). Perfil dos Psicólogos Brasileiros que Utilizam Testes Psicológicos: Áreas e Instrumentos Utilizados. Psicologia: Ciência e Profissão, 40, e201348. https://doi.org/10.1590/1982-3703003201348

Mural

Nota de repúdio - Demissão arbitrária da Profª Drª Acácia Aparecida Angeli dos Santos

Eleição da Diretoria, Conselho Deliberativo e Conselho Fiscal